Anémona – Família Ranunculaceae

Nome científico: Anemone
Família: Ranunculaceae
Nome popular:anémona
Etimologia: o seu nome faz alusão, na mitologia grega, à ninfa Anemone
Origem: Mediterrâneo.

Anémona – Persistência, perseverança.

As anémonas são normalmente conhecidas como flores primaveris. Contudo, várias espécies florescem em alturas diferentes do ano e, apesar de menos comuns, espécies como a Anemone japonica (anémona japonesa) floresce nos finais do verão ou no outono.

Plante os bolbos no inverno, enterrando-os de 7 a 12 cm no solo. Para protegê-los da geada, cubra a zona com folhas.

Estas plantas gostam de zonas levemente sombreadas e prosperam em solos com boa drenagem e ricos em matéria orgânica.

Apesar da aparência delicada, a anémona é bem resistente e, se manuseada adequadamente, pode durar cerca de uma semana. Para isso, é essencial trocar a água do vaso todos os dias, lembrando de cortar cerca de um cm da base do caule, sempre em diagonal.

A rega deve ser feita com frequência, diariamente, ou um dia sim, um dia não. O solo deve estar sempre húmido, mas não encharcado.

As anémonas foram consideradas pelos antigos egípcios e pelos etruscos, antes ainda dos gregos e dos romanos, flores da morte.

O nome significa “filha do vento” e, na língua das flores, anémona significa abandono.

Anémona

Anémona – Família Ranunculaceae

Segundo a mitologia grega, Adónis foi mortalmente ferido pelos ciúmes do Deus Marte, amante de Vénus, que se transformou num javali e o atacou até a morte. Vénus, que teve em Adónis a sua maior paixão, após chorar muito, desesperada de dor, suplicou a Zeus que perpetuasse o seu amor por Adónis.

A sua súplica foi atendida: com o sangue do amado foi feita a anémona, flores do consolo, de raríssima beleza e que floresce e vive por pouco tempo.

 

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.