Boca de leao – Antirrhinum majus

Família: Escrofulariáceas
Origem: Europa e Região Mediterrânea
Porte: Herbácea anual que atinge cerca de 70 cm de altura
Solo ideal: Bem drenado e rico em matéria orgânica (mistura recomendada: 1 parte de terra comum de jardim, 1 parte de terra vegetal e 2 partes de composto orgânico)

Clima: Ameno
Luminosidade: Sol pleno. Precisa de pelo menos 4 horas diárias de sol directo.
Regas: Suporta solo mais seco. Pode ser regada, em média, 1 vez por semana e 2 vezes em períodos muito quentes.
Uso paisagístico: Ideal para ser usada em bordaduras de canteiros ou como maciço

Boca de leao

Boca de leao foto

Floração: A boca-de-leão é encontrada em inúmeras cores, as mais comuns são: amarela, vermelha, laranja,rosa, lilás e branca.

O solo deve estar sempre húmido, mas nunca encharcado. Regue todos os dias, ou um dia sim outro não.

Aplicação: O uso mais comum da espécie é na composição de arranjos decorativos e bouquets de noiva. Mas a boca-de-leão compõe muito bem canteiros e maciços, sejam eles monocromáticos ou com a mistura de várias cores, só é necessário replantar após a floração.

Curiosidades: Cada flor parece uma boca, que “abre” quando apertada, e daí vem o nome. São muito fáceis de se plantar, possuem uma deliciosa fragrância e florescem em apenas 6 semanas! Além disso, a sua inflorescência é um atractivo de abelhas e borboletas.

Considerada uma planta comestível, a boca-de-leão é usada, por exemplo, para compor saladas.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.