Dedaleira (campainhas) – Saiba Como Cuidar (Plantaginaceae)

istockphoto 1328152977 612x612 1 wpp1660320654188
Nome Científico: Digitalis purpurea
Nomes Populares: Dedaleira, Abeloura, Digital, Digitalina, Erva-albiloura, Erva-dedal
Família: Plantaginaceae
Categoria: Flores Anuais, Medicinal
Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado
Origem: Europa
Altura: 0.9 a 1.2 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Bienal

A Dedaleira é nativa da Europa e pertence à família Plantaginaceae, possuindo esta familia mais de 1800 espécies.

Pertencem à família Plantaginaceae, possuindo esta família mais de 1800 espécies.

O seu nome científico é Digitalis purpurea, sendo conhecida por, Dedaleira, Abeloura, Digital, Digitalina, Erva-albiloura, Erva-dedal.

As deladeiras são originárias da Europa, gostam de um clima temperado e são excelentes opções para jardineiras e vasos, em composição visual com outras plantas.

É um exemplo típico de como uma mesma planta pode curar ou matar.

No século XVII, na Inglaterra, deu-se pela primeira vez uma infusão de folhas de dedaleira a um doente que sofria de hidropisia de origem cardíaca (inchaço de todo o corpo por falha do coração).

A dedaleira é uma planta muito tóxica

Ao mesmo tempo, porém é uma planta muito tóxica, e a infusão de apenas uma pequena parte de uma única folha (cerca de 10g) pode causar a morte de um adulto.

É um problema de dosagem: a margem terapêutica é muito estreita, e a dose tóxica está muito próxima da curativa.

Dedaleira

As campainhas podem ser de cor brancas, rosa ou roxas

Também chamadas “campainhas”, são plantas perenes, a sua altura varia entre 0.9 e 1.2 metros.

As suas inflorescências são bastante compridas e compostas de muitas flores, podendo ser de cor branca, rosa ou roxa.

Com flores semelhantes a pequenos dedais ou campainhas, a Dedaleira, como é vulgarmente conhecida, prolifera um pouco por todos os países da Europa.

Muito procurada pela sua beleza ornamental, esta erva lenhosa apresenta flores róseas ou brancas e é excelente para embelezar vasos, canteiros e jardins.

Devido à presença da digitalina (substância de aspecto cristalino) a dedaleira é também utilizada para fins medicinais, sendo um importante tónico cardíaco e um valioso auxiliar nos tratamentos de arritmias ou insuficiências cardíacas.

No entanto a própria digitalina que faz da dedadeira uma ferramenta benéfica para a saúde, pode também provocar graves intoxicações, e até levar à morte quando consumida em doses exageradas.

Pode ser utilizada em canteiros, maciços, vasos e bordaduras. É uma planta bienal, pelo que é necessário a cada dois anos substituir as plantas por outras novas.

A dedaleira prefere locais bem ensolarados ou pouco sombreados.

Encontre um lugar que não receba muito vento e receba bastante sol na maior parte do dia.

Elas devem ser protegidas do vento já que são facilmente agitadas e podem mudar sua forma de crescimento se forem atingidas pelo vento com frequência.

Se o clima da sua região for muito quente, áreas parcialmente cobertas são aceitáveis.

A dedaleira gosta de solos profundos, húmidos e ácidos. Procure um local que tenha uma boa drenagem.

Se você vir poças em uma área após uma chuva forte, provavelmente não tem uma boa drenagem, não sendo, portanto, apropriado para a planta.

Colha as sementes

É fácil colher as sementes da dedaleira para que você possa plantá-las na primavera seguinte.

Deixe as flores murcharem e remova as sementes do caule central.

Armazene-as em um local fresco e seco e semeie-as na Primavera.

Se você tiver removido o caule central para promover o crescimento dos brotos laterais, não será possível colher sementes.

Votos: 67 | Pontuação: 4.6

Partilhar este artigo

Publicado por Olga Guedes

Adora flores, quer que sinta o cheiro e viva intensamente esta força da natureza.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *