Rosa do Deserto – Família Apocynaceae

Nome popularRosa do Deserto
Outros nomes – dênio, adenium, lírio-impala, mini-baobá, falso-baobá
Categoria – árvores
Ordem – Gentianales
Família – Apocynaceae
Subfamília – Apocynoideae
Tribo – Wrightieae
Gênero – Adenium
Espécie – Adenium obesum
Origem – África e Península Arábica
Tamanho – até 4 metros

Descrição da Rosa do Deserto

Uma das mais belas flores do mundo a “Rosa do Deserto” tem sua origem no Sul da África e na Península Arábica.

Nativas de áreas desérticas da África, essas plantas são muito resistentes e podem viver tanto tempo a ponto de passarem de geração para geração.

São mais valorizadas conforme mais antigas, já que o formato do tronco vai ficando cada vez mais ornamental e inusitado.

Cada dia mais procurada para ser cultivada no Brasil, saiba aqui as principais características do cultivo do Adenium Obesum.

Conhecida popularmente como rosa do deserto, tem o caule grosso na base (uma adaptação para armazenar água e nutrientes) que pode atingir um metro de diâmetro.

Apresenta folhas dispostas em espiral e agrupadas nas pontas dos ramos. Elas são inteiras, coriáceas, simples, de forma elíptica a espatulada, verdes e com nervura central de cor creme. Raríssimas variedades apresentam variações, com folhas creme, salpicadas de verde.

Use um pote, ou bacia de cerâmica rasa com excelente drenagem. Há vasos com formas especiais para a criação da flor do deserto.

Ambiente

Local ensolarado, cheio de sol e temperatura mínima de 10 ° C. Tratamento  semelhante aos cactos. A rosa do deserto, como o próprio nome sugere, adapta-se muito bem às condições de baixa humidade.

O cultivo ideal das rosas do deserto é mantê-las em vasos que recebam pelo menos 4 horas diárias de luz solar direta.

Floração

As florações da rosa do deserto podem ser obtidas em plantas jovens, com apenas 15cm de altura. O florescimento geralmente ocorre na primavera, sendo que há possibilidade de sucessivas florações no verão e outono. As flores são tubulares, simples, com cinco pétalas e lembram outras da mesma família como Alamanda, Jasmim-manga e Espirradeira.

Rega

Água deve ser usada com moderação. A Rosa do deserto (lírio-impala) aprecia água neutra, a água ácida pode causar apodrecimento das raízes. O excesso de água mesmo no verão pode causar apodrecimento das raízes que matam gradualmente a planta.

Mantenha a areia ou a terra sempre húmida, porém sem encharcar, não é necessário regar todos os dias, somente quando a areia ou a terra em cima do vaso secar.

A Rosa do deserto pode ser cultivada por sementes ou estacas

Os troncos grossos com a característica parecida com os grandes Baobás, só podem ser obtidos através do cultivo de sementes.

Um dos segredos para deixar a base do caule interessante é levantar um pouco a planta, deixando a parte superior das raízes exposta a cada replantio, que deve ser realizado a cada 2 ou 3 anos.

A planta enraizará normalmente. Podas de formação devem ser criteriosas para não formar deformidades não naturais e cicatrizes feias na planta.

NOTA: Use luvas nas podas e manuseio da planta pois sua seiva é altamente tóxica.

Significado da rosa do deserto (lírio-impala)

O significado da rosa do deserto está muito ligado à sua formação e à algumas lendas também. Como sua formação é mineral e acontece por sulfato de cálcio hidratado, ela é considerada uma espécie selenita, palavra originária de Selene, que era a deusa grega da lua.

Assim, há a crença de que a rosa do deserto consiga proporcionar clareza mental, gerar mais gentileza, tolerância e até mais amor e atenção.

Quanto às lendas, há duas que contribuem com o significado da rosa do deserto:

1ª lenda – Presente de Deus

A primeira famosa lenda diz que a beleza e forma como a rosa do deserto (lírio-impala) desabrocha no meio de um terreno árido é um sinal de Deus para todos aqueles que se encontram perdidos no deserto.

Esta é, portanto, uma bonita mensagem que diz que mesmo nos piores momentos da sua caminhada, os belos detalhes do seu dia irão lhe dar forças para continuar seguindo em frente.

2ª lenda – Símbolo de amor no deserto

A segunda lenda ligada ao significado da rosa do deserto é sobre um rico sheik que tinha 12 esposas e que demonstrava seu amor a elas apenas com o dinheiro que tinha. Porém o homem mais rico e poderoso de todo Oriente Médio perdeu suas riquezas, castelos e camelos, restando-lhe apenas suas esposas.

Certo dia, ele saiu cedo rumo ao deserto, sem levar consigo comida ou água. Somente no décimo quinto dia daquele mês, o sheik retornou com uma flor cuja beleza e doce aroma nunca tinham sido vistos ou sentidos: a rosa do deserto.

Ao encontrar suas 12 esposas, o homem disse que vagou no deserto para conseguir um presente que não poderia ser comprado por qualquer quantia em dinheiro.

lírio-impala - Rosa Do Deserto

Preparação do vaso

Use um vaso, pote ou bacia com excelente drenagem.

Coloque no fundo pedras, e tela plástica para que as raízes não cheguem a sair do vaso. Cubra com um pouco de areia, depois coloque húmus de minhoca e plante a rosa com uma mistura de areia grossa e terra, enchendo até a borda (pode ser 2/3 de areia grossa com 1/3 de substrato misturado).

Sabia que…

A Rosa do Deserto é uma planta que desperta paixão em todo o mundo, da mesma forma que orquídeas, bromélias, cactos, suculentas, carnívoras e bonsais. Há colecionadores dedicados à esta fantástica espécie, que produzem plantas com caules excepcionalmente esculturais e florações magníficas.

Essa espécie ainda permite enxertia, o que é bastante interessante para se produzir em uma mesma planta flores de cores diferentes. Plantas antigas, de variedades raras, e bem trabalhadas alcançam preços exorbitantes no mercado, assim como bonsais.

Familia das Apocynaceae

Para mais informações, clique aqui.

Copyright Blog Flores. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.blog-flores.pt/flores-de-interior/rosa-do-deserto/

Comentários

  1. Carla Maria || at

    Tenho esta planta na entrada da minha casa e fica linda.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *