Rosa do Deserto – Família Apocynaceae

Nome popularRosa do Deserto
Outros nomes – dênio, adenium, lírio-impala, mini-baobá, falso-baobá
Categoria – árvores
Ordem – Gentianales
Família – Apocynaceae
Subfamília – Apocynoideae
Tribo – Wrightieae
Gênero – Adenium
Espécie – Adenium obesum
Origem – África e Península Arábica
Tamanho – até 4 metros

Uma das mais belas flores do mundo a “Rosa do Deserto” tem sua origem no Sul da África e na Península Arábica.

Cada dia mais procurada para ser cultivada no Brasil, saiba aqui as principais características do cultivo do Adenium Obesum.

Rosa do Deserto - Família Apocynaceae

Rosa do Deserto foto

Use um pote, ou bacia de cerâmica rasa com excelente drenagem. Há vasos com formas especiais para a criação da flor do deserto.

Ambiente:

Local ensolarado, cheio de sol e temperatura mínima de 10 ° C. Tratamento  semelhante aos cactos. A rosa do deserto, como o próprio nome sugere, adapta-se muito bem às condições de baixa humidade.

Rega:

Água deve ser usada com moderação. A Rosa do deserto aprecia água neutra, a água ácida pode causar apodrecimento das raízes. O excesso de água mesmo no verão pode causar apodrecimento das raízes que matam gradualmente a planta.

Mantenha a areia ou a terra sempre húmida, porém sem encharcar, não é necessário regar todos os dias, somente quando a areia ou a terra em cima do vaso secar.

A Rosa do deserto pode ser cultivada por sementes ou estacas . Os troncos grossos com a característica parecida com os grandes Baobás, só podem ser obtidos através do cultivo de sementes. Um dos segredos para deixar a base do caule interessante é levantar um pouco a planta, deixando a parte superior das raízes exposta a cada replantio, que deve ser realizado a cada 2 ou 3 anos.

A planta enraizará normalmente. Podas de formação devem ser criteriosas para não formar deformidades não naturais e cicatrizes feias na planta.

NOTA: Use luvas nas podas e manuseio da planta pois sua seiva é altamente tóxica.

Para mais informações, clique aqui.

Vote neste artigo

Comentários

  1. Carla Maria || at

    Tenho esta planta na entrada da minha casa e fica linda.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.