O bonsai estilo floresta (Yose Ue)

tree 4689770 480

Estilo de bonsai que faz lembrar uma floresta, sempre composta por um número ímpar de árvores, no mínimo cinco e podem ser 8, 13, 21 etc..

O estilo floresta assemelha-se muito com o estilo multi-tronco, mas a diferença é que ele é composto de várias árvores em vez de uma árvore com vários troncos.

As árvores que vão formar o bonsai estilo floresta devem ser de tamanho distinto, tanto em altura como no diâmetro do tronco.

Na natureza observamos que as árvores maiores estão sempre no meio e as mais pequenas à volta, as mais fortes usufruem dos nutrientes e a luz solar (e ficam cada vez mais fortes) em prejuízo das mais fracas (que não se conseguem fortalecer tão bem por estarem à sombra das outras).

Deverá adquirir vasos próprios para realizar a plantação de uma floresta, pode ser em vaso raso, laje ou inclusive uma base em lousa xisto, etc.

No caso do bonsai estilo floresta o principal objectivo não é o vaso, mas sim o aspecto visual e a sensação que tentamos dar ao seu conjunto.

Bonsai estilo floresta

A seguir algumas dicas para conseguir o bonsai estilo floresta com sucesso:

1 – Convém impedir uma forma simétrica.

2 – Não plantar nenhuma árvore nas linhas que partem do meio de um lado do vaso até ao meio do lado oposto (não se aplica na lousa com lados desiguais).

3 – Não colocar mais do que 3 árvores numa mesma linha recta.

4 – Os ramos devem estar sempre guiados para fora e não para dentro da floresta.

5 – Quando olharmos para uma floresta, nenhuma árvore deve esconder outra.

6 – A árvore principal fica no meio da floresta mas ligeiramente descentrada.

7 – Se houver um movimento do tronco inclinado na árvore mãe, todas as outras árvores devem seguir o seu movimento.

Para se conseguir uma plantação impecável sobre uma laje ou sobre uma lousa existe uma terra apropriada chamada Keto.

Pode ser empregue apenas este substrato ou para ser mais económico utiliza-se na finalização, para segurar a akadama por exemplo.

A Keto é moldável, elástica e aplica-se com muita facilidade, tem todas as qualidades indispensáveis para um bom enraizamento das plantas.

É comum furar a pedra para colocar arames que irão suster as árvores em cima da lousa, mas tenha em atenção, o arame não pode ser muito fino para não causar danos nas raízes.

Por norma é recomendado plantar uma floresta só com árvores da mesma espécie, porém é possível misturar duas espécies diferentes, mas parecidas no que diz respeito ao tipo de folhagem (perene ou caduca) e no crescimento.

bonsai 1134685 480 1

É imprescindível utilizar a Keto para realizar um bonsai estilo floresta, porque como temos que formar um monte em cima da laje ou da lousa, sem a Keto não seria possível segurar o substrato, seja Akadama ou outro.

Keto, é uma espécie de argila natural preta e pegajosa importada do Japão, especialmente usada para a realização de florestas e plantações sobre rocha.

Aplica-se essencialmente nas bordas para segurar a terra, mas também no conjunto da plantação para deixar que o substrato não seja removido pela rega.

Por cima podemos acabar com musgo, para dar outra vida à nossa floresta e também ajuda a manter a humidade do substrato.

Quase todas as florestas podem ser plantadas em Akadama e finalizadas com Keto.

Lembramos que a Akadama é a terra ideal para bonsai. Com PH neutro de 6,5 a 6,9. É insubstituível.

É uma argila japonesa de origem vulcânica, composta por grãos reconstituídos e sem nutrientes.

Drenagem perfeita, conserva a humidade, deixa circular o ar e a água, retém os nutrientes que, como já vimos, são elementos fundamentais para o crescimento do Bonsai.

Como no transplante num vaso “normal”, convém empurrar o substrato com um pauzinho, repetir a operação até o espaço estar completamente cheio.

O segredo do transplante do bonsai estilo floresta.

O objectivo do “pauzinho” é impedir que fiquem alguns espaços com ar (sem terra) dentro do torrão, razão principal da morte do bonsai por desidratação das raízes e como resultado a morte dos ramos.

Votos: 12 | Pontuação: 4.7

Partilhar este artigo
  • 6
    Shares

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *