Campânula – Campanula persicifolia

Nome Científico: Campanula persicifolia
Nomes Populares: Campânula
Família: Campanulaceae
Categoria: Flores, Flores Perenes
Clima: Subtropical, Temperado
Origem: Ásia, Europa
Altura: 0.4 a 0.9 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Bienal, Perene

Sobre a Campânula

A Campânula é original do norte de Itália e a explicação de seu nome encontra-se na sua forma de “sino”.

Também conhecida pelo nome de Rapunzel, e, tal como no conto dos Irmãos Grimm, em que a bela jovem solta o seu longo cabelo do topo da torre, as hastes verdes da Campânula também crescem rápido, e de forma abundante, trepando qualquer superfície, podendo ser encontrada como se fosse um tapete natural ao longo de formações rochosas.

No lendário conto, Rapunzel com seu canto atrai um belo príncipe que sobe a torre escalando através do seu cabelo.

A Campânula também tem o poder de atracção graças às suas atraentes flores e o seu ar alegre e primaveril.

Campânula

Características das Campânulas

As campânulas encontram-se classificadas dentro do grupo de ervas perenes que conformam a família das Campanulaceae. Estas plantas são originárias da Transilvânia e também da zona dos Montes Cárpatos, por isso conhece-se também como Candeeiro dos Cárpatos.

Esta planta é de grande beleza e conta com umas folhas especiais de tipo dentadas. Desta forma possuem forma oval. As flores que esta planta produz possuem uma forma característica de sino pelo qual se as conhece como campânulas.

Suas folhas são ovais acuminadas levemente denteadas nas bordas, com dois tipos formato de folhas, as formadas na base têm pecíolos e as que acompanham o pendão floral são sésseis, saindo direto do talo.

Suas flores têm a forma de um pequeno sino, pendente, de cor azul e se apresentam reunidas em inflorescência do tipo espiga.

Além de ser uma flor linda e vistosa, a campanula tem uma outra vantagem para quem escolhe plantá-la no próprio jardim, o período de floração, que é bem mais longo que tantas outras espécies. As flores da campanula aparecem do final da primavera até o início do verão, porém, elas normalmente surgem no segundo ano depois que foram plantadas.

Quando não é época da floração, elas ainda ficam com espigas eretas, mesmo assim com muitas flores grandes, sempre em forma de sino, algumas são normais e outras se apresentam dobradas, as cores variam, podem ser: azul, branca, roxa ou rosa.

A diferença de tonalidade dependerá do cultivar.

Campânulas - Campânula

A Campanula persicifolia é uma planta perene, herbácea e muito florífera, originária de regiões alpinas da Europa e oeste da Ásia.

Graças a sua resistência ao sol se plantada em locais de clima ameno, podemos utilizá-la tanto em vasos na varanda quanto em grande quantidade formando moitas densas e floridas na base de árvores maiores.

Floresce do final da primavera ao verão, despontando inflorescências em ramos terminais, com flores grandes e em formato de sino aberto, terminando em cinco pontas como uma estrela. Elas podem ser azuis, brancas, lilás ou róseas, de acordo com a cultivar.

Após a floração, pode-se cortar fora as flores velhas, estimulando assim um novo florescimento. Multiplica-se por divisão das touceiras, estaquia e por sementes. As sementes germinam entre 14 e 28 dias, necessitam de luz e substrato mantido húmido.

Logo após a germinação podem ser cobertas com um fina camada de substrato e devem ser transplantadas para os saquinhos quando tiverem duas folhas verdadeiras.

As mudas devem ser beliscadas durante o desenvolvimento, para que produzam touceiras mais densas.

Cultivo da Campânula

As campânulas adicionam delicadeza e charme ao jardim. Suas flores azuladas combinam perfeitamente com jardins no estilo inglês “Cottage“, informais e com uma aura campestre e romântica ao mesmo tempo.

Para um efeito mais interessante convém plantá-la em grupos, formando maciços ou em bordaduras mistas. Versátil, é comum o seu uso para cobrir o caule desfolhado de arbustos e roseiras.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Não tolera o calor forte do verão.

MUDAS E PROPAGAÇÃO

Depois de estabelecido o canteiro, uma forma de propagação é a vegetativa, retirando pedaços do rizoma da touceira para transplante.

Mas também podem ser usadas suas sementes para a propagação, semear depois de passado o frio, na primavera ou verão, em caixotes com composto orgânico. O tempo de germinação poderá ir de 7 até 21 dias conforme a temperatura da região.

Semear a uma profundidade de 0,5 cm, umas 4 a 5 sementes / cova, cobrindo com areia ou terra seca peneirada. Regar e conservar o substrato levemente úmido com regas frequentes.

Deixar em local protegido do sol e das chuvas. O transplante poderá ser feito quando a muda atingir cerca de 10 cm de altura, para canteiros ou vasos.

As mudas devem ser beliscadas durante o desenvolvimento, para que produzam touceiras mais densas.

REGUE A CAMPANULA REGULARMENTE - Campânula

REGUE AS CAMPANULAS REGULARMENTE

A flor deve ser regada de uma a duas vezes por semana durante a primavera, verão e outono. Já no inverno, diminua a irrigação para uma vez a cada duas semanas.

Em dias chuvosos, evite regar as plantas para que elas não fiquem encharcadas e apodreçam. É fundamental que ela receba a luminosidade e irrigação que precisa para florescer e permanecer sempre bela.

Significado das Campânulas

A esperança é o principal significado desta planta. Por isso oferecer uma destas flores como presente a alguem que perdeu um amor ou um ente querido, é uma boa forma de o consolar.

Mais informações na wikipedia.

Votos: 26 | Pontuação: 4.5

Partilhar este artigo
  • 6
    Shares

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *