Características das samambaias

As samambaias são lindas e delicadas e estão entre as espécies preferidas para decorar o lar.

Escolher o tipo de samambaia para a casa não é tarefa fácil. São cerca de 200 espécies e mais de 10.000 variedades.

Entre as samambaias mais conhecidas estão as avencas (Adianthum), escadinha-do-céu (Nephrolepsis), samambaia-prateada (Pteris) e o xaxim (Dicksonia sellowiana).

Em vez de flores e sementes estas plantas reproduzem-se por esporos.

Na natureza é assim que acontece, mas em cultivo nem sempre ocorre, pois as condições ambientais podem ser diferentes e algumas destas plantas tornam-se estéreis.

Hoje, a samambaia é muito popular entre muitos jardineiros que estudaram minuciosamente sua plantação e cuidados em campo aberto. Eles são decorados com jardins, lagoas, criam maravilhosas composições de paisagens.

Todas as samambaias podem adaptar-se a áreas com bastante sombra, mas elas também podem desenvolver-se bem em plena luz do sol.

Assim sendo, iluminação não será algo com o que se preocupar, a menos que plante uma variedade com necessidades específicas.

Para manter estas plantas sempre fortes e bonitas o ideal é manter o vaso em local iluminado que apanhe sol durante a manhã.

Estas plantas são muito sensíveis ao vento, particularmente a samambaia-de-metro.

As samambaias devem ser molhadas regularmente caso a água da chuva não seja suficiente. Adube a base das samambaias com dois ou três dedos de adubo orgânico ou folhas mortas para manter as raízes no escuro e húmidas durante algum possível período mais seco.

Evite molhar demais a sua samambaia, pois isso poderá matá-la, as suas raízes poderão apodrecer.

Características das samambaias

As samambaias são plantas muito comuns cultivadas dentro de casa, como uma planta caseira ou no jardim. Estas plantas existem desde os tempos pré-históricos em dezenas de milhares de espécies.

Elas podem ser abertas e com pouca vegetação ou fechadas e espessas, mas os seus cuidados e necessidades são praticamente os mesmos. Em geral, as samambaias exigem poucos cuidados e são resistentes, mas exigem um pouco de manutenção para que possam crescer mais abundantemente.

A maioria das espécies de interiores é tropical, embora nem todas elas exijam um clima tropical. Mantenha a temperatura em sua casa (ou pelo menos do local onde a samambaia está) próxima a 21° C.

As samambaias conseguem suportar temperaturas até 15° C, mas não se desenvolverão bem em temperaturas baixas.

Transplante as samambaias após um ano ou mais. Ao longo do tempo, as samambaias ficarão maiores que o vaso onde foram originalmente plantadas. O tempo entre os transplantes variará dependendo da saúde da planta, mas talvez precise replantá-la num vaso maior após seis meses.

samambaia - Samambaias

Muitas samambaias crescem em troncos e galhos de árvores. Outras desenvolvem-se em terrenos pantanosos ou boiam em lagoas. Alguns tipos conhecidos como samambaia-de-metro espalham-se como ervas daninhas por campos e pastos.

As samambaias menores têm apenas poucos centímetros de altura. As maiores chegam a medir entre 10 e 25 metros de altura. As folhas novas nascem enroladas. Conforme crescem e se desenrolam, lembram a parte espiralada que fica no fim do braço do violino.

Algumas espécies de samambaias são consideradas invasoras e tratadas como pragas por ameaçar a biodiversidade. Este é o caso da samambaia australiana (Cyathea cooperi) que foi introduzida no Havaí e hoje cresce sem controle, competindo com a vegetação nativa.

No primeiro ano após o plantio, a planta deve ser regada regularmente. Preste atenção especial à rega durante o crescimento da primavera e no período de verão de seca. Durante a rega, não se esqueça de pulverizar as folhas, e não apenas para humedecer as raízes da samambaia.

É bom então embrulhar o solo ao redor da planta com patas coníferas. Isso ajudará o solo a reter a humidade por mais tempo e a fortalecer as raízes da samambaia.

São muitas as espécies existentes de samambaias e avencas, de diversas partes do mundo.

 

ADUBAÇÃO DAS SAMAMBAIAS

A adubação periódica equilibrada é essencial pois repõe os nutrientes consumidos pela planta e pelas regas. Durante o período de maior crescimento vegetativo que ocorre durante o verão, deve-se adubar estas plantas com fertilizante líquido, cuja fórmula seja mais rica em potássio.

Um complemento importante para manter a fertilidade é o húmus de minhoca, que deve ser colocado por cobertura a cada seis meses, numa quantidade que seja suficiente para formar uma camada com 1 cm de espessura sobre a superfície.

 

PRAGAS E DOENÇAS

Uma das principais pragas da samambaia é o pulgão que é facilmente eliminado com insecticidas naturais como o Combat, deve ser aplicado uma vez por semana durante o período de um mês para que esta praga seja totalmente eliminada.

Já uma das principais doenças que prejudicam a samambaia é um fungo chamado Cercospora, popularmente conhecido como ferrugem, este é controlado com o uso de produtos a base de sulfato de cobre. Pode-se ainda utilizar carvão em pó no local afectado, pois é um óptimo fungicida natural.

 

Características das samambaias
4.6 (92.17%) 23 voto[s]

Copyright Blog Flores. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.blog-flores.pt/flores-de-exterior/caracteristicas-das-samambaias/

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *