Lavanda com origem na bacia mediterrânica

por Olga Guedes
0 comentário 1,5K visitas 7 minutos ler
A+A-
Repor

Origem geográfica: Bacia mediterrânica.
Dimensão adulta: Pode atingir 70 cm de altura e 70 cm de largura.
Folhagem: Persistente.
Tipo de solo: leve, pobre e seco. Suporta o calcário.
Clima: Resiste a -20°C.
Exposição: Luz directa.

Sobre a Lavanda

Fácil de cultivar e apreciar, a lavanda é uma adição bem-vinda a qualquer jardim, com suas belas flores e maravilhoso aroma. Precisa de muito sol e solo bem drenado. No entanto, normalmente não necessita de fertilizante ou muita água.

Pode plantar lavanda juntamente com outras plantas, sem qualquer problema. Os seus grandes arbustos também podem ser utilizados como sebes e corta-ventos.

A lavanda prospera na maioria das qualidades do solo, de pobre a moderadamente fértil. A alfazema faz apenas uma exigência de solo: Deve drenar bem.

Água em pé e áreas húmidas podem encorajar o apodrecimento das raízes. Alterar o solo compactado ou argiloso com composto ou estrume envelhecido para melhorar a drenagem.

Aprender mais sobre alterações do solo e preparar o solo para plantação.

Lavanda com origem na bacia mediterrânica

A lavanda é uma erva Mediterrânea – portanto, ela cresce em locais quentes e ensolarados.

A planta gosta de sol, pelo menos de 3 a 4 horas diariamente.

A lavanda é uma planta muito conhecida, principalmente pelo seu óleo essencial.

Ele pode ser utilizado na medicina, na cosmética e perfumaria.

Esse óleo é um líquido que é extraído a partir da destilação das flores da lavanda.

Além de produzir um aroma muito agradável, ele conta ainda com uma grande quantidade de propriedades que ajudam a melhorar a saúde, favorecem o bem-estar do corpo e da mente e melhoram a qualidade de vida.

Ao adicionar algumas gotas de óleo de lavanda no travesseiro é possível aliviar a insónia e o stress.

Nos tratamentos de beleza é muito útil para o cuidado da pele oleosa e acne.

Também é usado em massagem para fortalecer o couro cabeludo.

Como plantar lavanda

A lavanda não é fácil de cultivar a partir de sementes; recomendamos a compra de pequenas plantas de arranque num viveiro de jardim ou o corte de madeira macia a partir de uma planta existente.

As sementes podem demorar até três meses a germinar e as plântulas precisarão de ser sobre-interpretadas dentro de casa em climas frescos.

Plante a lavanda 2 a 3 pés de distância. As plantas atingem tipicamente entre 1 e 3 pés de altura.

Adicionar cobertura morta (pedra ou cascalho de ervilha particularmente bem) para manter as ervas daninhas a um mínimo.

Manter a cobertura morta afastada da coroa da planta de lavanda, no entanto, para evitar o excesso de humidade e o apodrecimento das raízes.

Lavanda com origem na bacia mediterrânica

O óleo essencial da lavanda já era utilizado pelos romanos para lavar roupa, tomar banho, aromatizar ambientes e como produto curativo.

O óleo é obtido da destilação das flores, caules e folhas da espécie Lavandula officinalis.

Entre várias substâncias, o óleo apresenta na sua composição o linalol e o acetato de linalila, que conferem a sua fragrância e, ainda, resina.

Não necessita de regas constantes. A irrigação deve ser feita preferencialmente nas horas mais frescas do dia.

Após a floração, deve ser podada para estimular o desenvolvimento de nova floração.

Para obter o máximo do perfume que a lavanda pode oferecer, deve-se colher as flores logo que a planta começa a florescer.

Como Cuidar da Lavanda

Regar uma ou duas vezes por semana após a plantação até que as plantas sejam estabelecidas.

Regar as plantas maduras a cada duas a três semanas até à formação dos botões, depois uma ou duas vezes por semana até à colheita. 

As folhas amareladas são frequentemente um sinal de excesso de rega.

Em zonas de crescimento mais frio, as plantas podem necessitar de protecção extra no Inverno.

Cobrir as plantas com uma cobertura morena de ramos sempre verdes ou palha, que isolará dos ventos gelados e das temperaturas.

Outra opção para áreas frias é cultivar lavanda num vaso, mantendo-a ao ar livre no Verão e dentro de casa no Inverno. 

Enquanto estiver dentro de casa, coloque o vaso numa janela virada para sul com o máximo de luz possível.

Votos: 125 | Pontuação: 4.7

Artigos Relacionados

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário, concorda com o armazenamento e o tratamento dos seus dados por este blog.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Aceito Cookies Ler mais