Como plantar flores em sementes

istockphoto 1134719594 612x612 1

O cultivo de mudas de plantas com a ajuda de sementes é um trabalho no geral simples, ainda assim necessita de alguns cuidados básicos.

Ela pode ser feita em bandejas, tubos, vasos ou saquinhos próprios para mudas.

Em casa podemos utilizar caixas de ovos, garrafas, caixas de leite, latas, potes, bandejas plásticas, etc, obtendo assim uma infinidade de recipientes recicláveis.

A dimensão da embalagem é indispensável e está diretamente associada com o tamanho esperado da muda na época de transplante.

Recipientes de mudas podem ser reutilizados, mas é importantíssimo que sejam devidamente esterilizados e lavados antes de serem usados, impedindo assim a transmissão de doenças entre os lotes.

Vale lembrar que o substrato ideal para o plantio está exclusivamente relacionado com o habitat da espécie escolhida.

Como plantar flores em sementes

As Cactáceas por exemplo, vão precisar de um substrato mais arenoso.

Plantas carnívoras preferirão turfas levemente ácidas e esfagno.

Aplique substrato de preferência esterilizado, prevenindo assim que as sementes entrem em contato com fungos, bactérias ou pragas, e deste modo apodreçam ou sejam devoradas antes de germinarem.

Há a possibilidade de comprar substratos prontos para semear, já fertilizados e esterilizados, mas abaixo encontra uma receita simples, que deve funcionar na maioria dos casos:

  • 1/4 de terra comum de jardim
  • 1/4 de areia (ou vermiculita)
  • 2/4 de terra vegetal (composto orgânico)

Esterilize o solo, coloque-o ao sol até secar completamente, rodando de vez em quando, perfazendo pelo menos 24 horas de solarização.

Em vez disso tem a possibilidade de esterilizar o substrato colocando-o no microondas durante 3 minutos ou no forno durante 30 minutos, para cada quilo de substrato.

Não deve utilizar fertilizantes orgânicos não decompostos nessa altura, pois eles podem fermentar destruindo as plantas mais pequenas.

Evite também o nitrogénio, pois para as raízes que estão em desenvolvimento e são frágeis, pode ser muito forte.

Deve utilizar um bom fertilizante rico em potássio e fósforo, que proporcione raízes fortes e vigorosas, além de calcário para neutralizar o Ph do substrato, evitando a toxicidade por alumínio.

Acrescente os fertilizantes e junte o substrato nos recipientes (potes, bandejas).

Faça um pequeno buraco e coloque de 2 a 5 sementes em cada célula da bandeja. A profundidade de cada semente deve ser determinada em função do seu tamanho e necessidade de luz para germinar.

Geralmente é recomendado cobrir cada semente com substrato crivado numa camada com cerca de 2 a 3 vezes o seu tamanho.

Algumas sementes são tão pequenas que não têm necessidade ser cobertas.

Rotule cada sementeira com uma placa de identificação.

istockphoto 504995068 612x612 1

Como plantar flores em sementes

Irrigue com água da torneira que deve ser deixada a descansar de um dia para o outro, para evitar os efeitos prejudiciais do cloro.

A periodicidade das regas deve ser o aceitável para manter o substrato húmido, sem ensopar.

É evidente que a falta de água no processo de germinação das sementes, vai desidrata-las e por consequência morrerão.

Use para regar um regador de crivo fino, ou mesmo um pulverizador, evitando-se assim interferir nas sementes.

Após a germinação é possível diminuir aos poucos as regas, com base no desenvolvimento das raízes.

Mantenha em local de bastante luz, ainda assim sem sol direto.

Pode montar um pequeno viveiro aberto nas laterais e revestido com sombrite, no verão, ou uma estufa coberta com lona branca ou transparente, no inverno e em locais frios.

Se não for possível, coloque em local que receba luz indireta, como uma janela que tenha o sol da manhã ou final da tarde, salvo dos ventos fortes.

Quando as plantas estiverem com 2 a 3 pares de folhas, faça o raleio (processo para aumentar a disponibilidade de espaço, luz, água e nutrientes por planta), removendo com cuidado das sementeiras aquelas que se apresentarem mais fracas, deixando unicamente uma em cada célula.

As mudas que se apresentam saudáveis, retiradas durante o raleio, poderão ser replantadas em novos recipientes equipados para esse propósito.

istockphoto 168626617 612x612 1

Logo que as mudas atinjam 10 cm de altura (para herbáceas e arbustos), ou 15 a 20 cm de altura (para árvores), o que se dá em redor de 30 a 45 dias após a germinação, elas poderão ser plantadas num local definitivo ou para recipientes maiores.

O transplante é uma ocasião delicada, que exige mãos treinadas. Deve ser executado sempre que possível em dias húmidos e nublados, quando não for possível este tempo, prefira transplantar ao final da tarde.

O cuidado com as plantas deve ser contínuo, não deixando faltar água e nutrientes, fazendo a manutenção com podas e tutoramentos e defendendo-as de doenças e pragas.

Já conhece a listagem dos casinos online a operar em Portugal? Descubra agora mesmo.

Votos: 20 | Pontuação: 4.3

Partilhar este artigo
  • 1
    Share

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *