Miosótis (Não-me-esqueças) – é conhecida como Verónica

por Olga Guedes
1 comentário 137 visitas 6 minutos ler
A+A-
Repor

Segundo a lenda europeia, o jovem apaixonado era um cavaleiro que ao tentar apanhar a flor Miosótis para oferecer à sua amada, caiu no rio e se afogou devido ao peso da armadura que usava. Desde então, a flor simboliza o amor sincero e desesperado.

A Flor Miosótis significa recordação, fidelidade e amor verdadeiro. É também conhecida como “Não-me-esqueças”. A flor miosótis pode apresentar mais de 50 variedades e por algumas pessoas também é conhecida como Verónica.

A flor Miosótis foi utilizada como emblema secreto da Maçonaria, para que os maçons pudessem se identificar durante as perseguições às lojas maçónicas na Alemanha.
Dizem que as lágrimas derramadas nas pétalas pela Virgem Maria deram a cor azul à flor. Existem Miosótis também nas cores branca e rosada.

Miosótis com delicadas flores e folhas aveludadas

É uma planta herbácea, vivaz, embora pertença a um vasto grupo de anuais, bienais e vivazes de curta duração. Esta espécie é cultivada como anual, pelas suas inúmeras e delicadas flores e folhas aveludadas.

Planta de porte pequeno, com cerca de 20-30 cm de altura, com caules muito ramificados de cor verde claro a azulado. Apresenta folhas e delicadas.

Aquilo que pensamos ser as flores do Miosótis (ou Verónica), na verdade são inflorescências terminais que se assemelham a espigas, com formações de flores muito curtas, pequenas, brilhantes, com 5 pétalas e com o centro branco.

Originária da Rússia o miosótis adapta-se muito bem nas regiões de baixa temperatura e é encontrada naturalmente em locais de grande altitude. Está espalhada por todos os continentes e pode ser encontrada inclusive na África, nos Andes e na região Sul do Brasil.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente.

Miosótis

Como utilizar

Em conjuntos, floreiras, vasos grandes, bordaduras. As pequenas flores duram de Maio a Agosto.

O miosótis (ou Verónica) está espalhada por todos os continentes e pode ser encontrada inclusive em África, nos Andes e na região Sul do Brasil.

Origens e Simbologia do Miosótis

O nome Miosótis deriva das palavras gregas “myos” (rato) e “otis” (orelha), referindo-se à forma das suas folhas. Esta flor é frequentemente associada à memória e ao amor eterno, daí o nome popular “Não-me-esqueças”. Em muitas culturas, é dada como um símbolo de lembrança e amor duradouro.

Origens e Simbologia do Miosótis

Características Botânicas

Pertence à família Boraginaceae e é nativo da Europa. Suas flores, geralmente azuis, podem variar para tons de rosa ou branco. Elas são pequenas, com um centro amarelo, e crescem em hastes delgadas e ramificadas.

Cultivando

  • Condições Ideais: Prefere locais com sol pleno a parcial e solo bem drenado. Eles são resistentes ao frio e podem ser cultivados em várias zonas climáticas.
  • Plantio: As sementes podem ser semeadas diretamente no jardim no final do verão ou início do outono. Elas germinam rapidamente e começam a florescer na primavera seguinte.
  • Rega: Gosta de solo húmido, mas não encharcado. Durante os meses mais quentes, é importante garantir que a planta receba água suficiente.

Cuidados e Manutenção

  • Poda: Após o período de floração, é aconselhável podar para encorajar um novo crescimento e possivelmente uma segunda floração.
  • Doenças e Pragas: Estas flores são relativamente resistentes, mas podem ser suscetíveis a fungos se estiverem em condições excessivamente úmidas. É importante garantir uma boa circulação de ar e evitar a rega excessiva.
Miosótis em Arranjos Florais

Miosótis em Arranjos Florais

Devido à sua delicadeza e cor vibrante, é uma escolha popular para arranjos florais, especialmente para ocasiões como casamentos. Eles adicionam um toque de cor e simbolizam a lembrança e o amor duradouro.

A Magia do Miosótis

O Miosótis (ou Não-me-esqueças), com sua rica simbologia e beleza delicada, é uma adição valiosa a qualquer jardim. Seja plantado em canteiros, bordas ou usado em arranjos, esta flor encantadora é uma celebração da memória e do amor.

Votos: 579 | Pontuação: 4.3

Artigos Relacionados

1 comentário

Suzana serafim 21 Novembro, 2018 - 3:00

Adorei conhecer essa planta e suas flores. Não sei se aqui em Pernambuco previamente em Olinda seria possível cultiva-las.

Responder

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário, concorda com o armazenamento e o tratamento dos seus dados por este blog.