Valeriana – família das valerianáceas

valeriana
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Clado: asterídeas
Ordem: Dipsacales
Família: Valerianaceae
Género: Valeriana

Descrição da Valeriana

As flores são brancas ou róseas, e os seus frutos,  providos de uma só semente, que se acha inteiramente livre dentro do pericarpo fino, são  pequeníssimos.

Valeriana L. é nome de um gênero de plantas herbáceas perenes da família das valerianáceas, nativas da Europa e do norte da Ásia — porém amplamente distribuídas pelo planeta, portanto encontradas também nas Américas. Inclui mais de 200 espécies.

Chama-se valeriana, por extensão, qualquer espécie desse gênero, como, por exemplo, a valeriana-comum, ou, simplesmente, valeriana, Valeriana officinalis, com inflorescências perfumadas e raízes grossas com odor característico  forte e doce, das quais, adequadamente tratadas (maceradas, trituradas, dessecadas e acondicionadas), se preparam medicamentos fitoterapêuticos de efeito ansiolítico, tranquilizante e até anticonvulsivante, classicamente utilizados em medicina, por conterem drogas ou princípios ativos que lhes conferem tais propriedades.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) reconhece as propriedades da valeriana para tratamento de ansiedade.

A valeriana  é uma planta muito utilizada por quem sofre de insônia ou outros problemas relacionados ao sono, pois ela relaxa, ajuda a dormir ou a ter uma boa noite de sono, sem a sensação de desorientação ao despertar, comum ao  usar um sonífero químico.

Também é uma boa auxiliar  para quem está tentando se livrar de algum vício, como o tabagismo, pois funciona como um ansiolítico, por isso, é  usada em casos de ansiedade e stress ou pessoas que são hiperativas,que não conseguem relaxar, actua no sistema nervoso e acalma, sendo excelente para alívio da musculatura tensionada e não interfere na concentração.

Sendo muito equivalente aos medicamentos químicos,tem a vantagem de apresentar menos reacções colaterais e nenhum risco de dependência. Os efeitos  são um pouco mais demorados do que os de soníferos químicos.

Para fazer o chá, ferva agua e adicione depois uma colher de chá das raízes e do caule e deixar em infusão, tapada, por cinco minutos e coar.

As gravidas não o devem tomar,e não se deve beber durante mais de 10 dias porque  pode causar dores de cabeça ou estado de sonolência.

valerianáceas - Valeriana

Valeriana – família das valerianáceas
4 (80.87%) 23 votos

Comentários

  1. Paula Leal || at

    Gosto muito deste chá.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *