Valeriana – Família das valerianáceas

valeriana
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Clado: asterídeas
Ordem: Dipsacales
Família: Valerianaceae
Género: Valeriana

Descrição da Valeriana

As flores são brancas ou róseas, e os seus frutos,  providos de uma só semente, que se acha inteiramente livre dentro do pericarpo fino, são  pequeníssimos.

Valeriana L. é nome de um gênero de plantas herbáceas perenes da família das valerianáceas, nativas da Europa e do norte da Ásia – porém amplamente distribuídas pelo planeta, portanto encontradas também nas Américas. Inclui mais de 200 espécies.

Chama-se valeriana, por extensão, qualquer espécie desse gênero, como, por exemplo, a valeriana-comum, ou, simplesmente, valeriana.

Valeriana officinalis, com inflorescências perfumadas e raízes grossas com odor característico  forte e doce, das quais, adequadamente tratadas (maceradas, trituradas, dessecadas e acondicionadas), se preparam medicamentos fitoterapêuticos de efeito ansiolítico, tranquilizante e até anticonvulsivante.

Classicamente utilizados em medicina, por conterem drogas ou princípios ativos que lhes conferem tais propriedades.

Tradicionalmente, as raízes da valeriana são preparadas para infusão ou incluídas na alimentação, com a finalidade de aliviar os sintomas ligeiros do stress quotidiano ou para ajudar a dormir melhor.

Diversos ensaios clínicos atestam que a valeriana é uma opção para a sua saúde mental, uma vez que ajuda a manter a qualidade do sono, contribui para o relaxamento e, em caso de irritabilidade, ajuda a manter a calma nas situações de stress a que o estilo de vida atual nos habituou.

A valeriana também é usada na saúde cardiovascular, melhorando a função cardíaca e normalizando a pressão sanguínea, embora não hajam evidências científicas para determinar a sua eficácia, neste âmbito.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) reconhece as propriedades da valeriana para tratamento de ansiedade.

A valeriana  é uma planta muito utilizada por quem sofre de insônia ou outros problemas relacionados ao sono, pois ela relaxa, ajuda a dormir ou a ter uma boa noite de sono, sem a sensação de desorientação ao despertar, comum ao  usar um sonífero químico.

Também é uma boa auxiliar  para quem está tentando se livrar de algum vício, como o tabagismo, pois funciona como um ansiolítico, por isso, é usada em casos de tratamento de ansiedade e stress ou pessoas que são hiperativas, que não conseguem relaxar.

Actua no sistema nervoso e acalma, sendo excelente para alívio da musculatura tensionada e não interfere na concentração.

Sendo muito equivalente aos medicamentos químicos,tem a vantagem de apresentar menos reacções colaterais e nenhum risco de dependência.

Os efeitos  são um pouco mais demorados do que os de soníferos químicos.

Como preparar o chá

Embora o chá tenha cheiro forte e sabor não muito agradável, seus benefícios para a saúde, como já foram citados, são inúmeros.

Confira a melhor forma de prepará-lo em casa:

  • Aqueça a água até formar as primeiras bolhas, mas não deixe ferver;
  • Desligue o fogo e acrescentar uma colher de chá das raízes e do caule de valeriana. Deixe m infusão, tampada, por cinco minutos e coar;
  • Tome uma xícara dessa infusão de uma a três vezes ao dia.

Estudos comprovaram que pessoas que fizeram o tratamento correto com o chá da valeriana superaram suas dificuldades para dormir, porque a valeriana tem um efeito calmante, relaxa seu corpo e mente assim você consegue ter um sono de qualidade e mais profundo durante toda a noite.

As propriedades sedativas que possuem nessa planta provocam o sono.

Para quem tem dificuldade para pegar no sono ou possui também um sono muito leve durante a noite e acorda por qualquer motivo, o efeito da valeriana vai fazer você ter sono mais cedo e melhorar a qualidade do sono durante a noite, sem prejudicar o seu rendimento pela manhã.

A valeriana é indicada como terapia natural em casos como:

Insónias

Na Europa, a valeriana é dos sedativos naturais mais conhecidos e usados há muitos anos. As suas propriedades relaxantes estimulam e melhoram a qualidade do sono, sendo um aliado natural de quem sofre de insónias.

Controlo da ansiedade

Sabia que a Organização Mundial de Saúde confirma que a valeriana traz vantagens para quem tem problemas de ansiedade.

Por exemplo, durante a Primeira Guerra Mundial, a valeriana foi usada em soldados e civis como tratamento para controlar a ansiedade e tensões geradas pelos traumas da guerra. Isto porque esta erva atua na regulação das células nervosas.

valerianáceas - Valeriana

Dores menstruais

Esta planta é uma grande aliada para quem sente os desconfortos da Tensão Pré-Menstrual (TPM), nomeadamente as cólicas. Como tem um composto natural que funciona como relaxante muscular natural, a valeriana acalma as contrações do útero.

Tensão alta

Como é relaxante e calmante, a valeriana contribui para um melhor controlo da pressão arterial.

Processo de emagrecimento

Através do controlo dos sintomas de ansiedade e problemas de sono, que muitas vezes contribuem para o excesso de peso, esta erva ajuda indiretamente no processo de emagrecimento.

Hiperatividade

Em 2014 foi realizado um estudo que analisou os efeitos da combinação do extrato da raiz de valeriana e da erva-cidreira em 169 crianças em idade escolar primária. Em sete semanas, o número de crianças que tinha sintomas de hiperatividade desceu de 60 para 13%.

Além disso, os pais relataram uma melhoria do sono dos mais pequenos.

Transtornos obsessivos-compulsivos

Em 2011, uma pesquisa de oito semanas mostrou que a valeriana é bem tolerada por quem sofre de TOC, auxiliando no tratamento deste distúrbio obsessivo e de comportamentos repetitivos, ao propiciar um maior descanso e qualidade de vida dos pacientes.

NOTA – Apesar da a valeriana ser razoavelmente segura, não deve ser usada por grávidas e mulheres a amamentar, nem por crianças até aos 12 anos de idade.

Podem surgir alguns efeitos indesejáveis decorrentes da sua toma, nomeadamente, dor de cabeça, desconforto gastrintestinal (náuseas, diarreia) e tonturas.

Por causar sonolência, esta planta deve ser tomada ao deitar, mas caso não seja, deve evitar conduzir ou realizar qualquer atividade que exija os reflexos em alerta

Copyright Blog Flores. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.blog-flores.pt/flores-plantas-medicinais/valeriana/

Comentários

  1. Paula Leal || at

    Gosto muito deste chá.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *