Angélicas simbolizam a pureza – Família Agavaceae

Angélicas

A angélica é uma planta bulbosa de flores brancas e perfumadas de folhas longas e estreitas que simboliza a pureza.  As flores são cerosas, pequenas, de cor branca ou levemente rosadas e libertam um delicioso e intenso perfume mesmo à noite. O florescimento ocorre no final do verão e outono, com inflorescências do tipo espiga, em hastes erectas e altas, sobressaindo sobre a folhagem e com numerosas flores.

Angélicas

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Convém arrancar os bulbos após a secagem da folhagem, para que repousem durante o inverno em ambiente fresco e seco. No início da primavera, eles devem ser replantados no local definitivo, em canteiros ou vasos bem preparados e adubados. Ao chegar ao verão elas florescem, e assim permanecerão até o final do outono.

A Angélica é uma flor que representa pureza e a cura, por isso costuma ser muito utilizada em bouquets de noivas e na decoração de cerimonias religiosas – especialmente na Índia. No Havaí, a  enfeita os tradicionais colares entregues aos turistas em sinal de boas vindas.Os antigos aztecas usavam o óleo essencial da flor para aromatizar o chocolate. Actualmente ela entra na formação de perfumes e essências.

Angélicas

A angélica é perfeita para compor pequenos maciços, bordaduras e plantios intercalados com outras plantas, além de fornecer uma óptima opção de flor-de-corte. O seu perfume envolvente e beleza cândida, torna-a indicada para adornar caminhos e áreas de convivência, como varandas, pátios ou simplesmente próximo a portas e janelas e pode  também ser plantada em vasos e jardineiras, deve evitar-se mantê-la dentro de casa á noite devido ao seu  perfume.

Angélicas  Angélicas

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.