Cuidar da Flor-de-São-João – Pyrostegia venusta

por Olga Guedes
6 comentários 213 visitas 8 minutos ler

Nome Científico:Pyrostegia venusta
Nomes Populares: Cipó-de-são-joão, Cipó-vermelho, Flor-de-são-joão
Família: Bignoniaceae
Categoria: Medicinal, Trepadeiras
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 2 a 4 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Sobre a Flor-de-São-João, Cipó-vermelho ou cipó de são joão

A Flor-de-São-João trata-se de uma trepadeira lenhosa muito bonita, forte, grande, que cresce de 2 a 4 metros de comprimento.

É encontrada normalmente em barrancos, cercas e beiras de estradas.

O início de seu florescimento dá-se no mês de Maio e prossegue até Setembro.

Acostumada a terrenos de grande insolação, o Cipó de São João é pouco exigente quanto a humidade e fertilidade do solo.

Na verdade esta planta prefere solos bem drenados, com muito sol e com intervalos espaçados entre as irrigações.

Daí também ser planta recomendada para o paisagismo, em virtude de sua pouca necessidade quanto ao intervalo das irrigações.

A Pyrostegia venusta (de Venus), da família Bignoniaceae, tem folhas trifoliadas, modificando-se ocasionalmente um dos folíolos em gavinha para a ajudar a subir; o seu nome significa cobertura formosa de fogo.

Flor-de-São-João - cipó de são joão

Devem ser cultivadas em solo fértil com regas regulares, sempre a sol pleno

A planta tem um hábito trepador com efeito de cascata e é dotada de uma forte raiz fascinante da qual se originam numerosos caules ramificados, de até mais de 20 metros de comprimento.

Os caules, semi-lenhosos na base e herbáceos no final, são cobertos com muitas folhas verdes escuras brilhantes.

As folhas de 5 – 7 cm de comprimento, ovais ou em forma de lança, estão dispostas nos caules em pares, uma contra a outra.

Têm uma lâmina de couro com veias pronunciadas, margem inteira e vértice pontiagudo.

Uma boa adubação com farinha de ossos e cinzas estimula uma floração abundante.

É frequente observá-la nas matas a beira das estradas. Multiplica-se por sementes e por estaca.

O nome cipó de São João é graças a sua utilidade em festas joaninas (São João).

Cuidar da Flor-de-São-João - Pyrostegia venusta

Semeadura

Isto é feito na Primavera, enterrando as sementes 0,5 cm de profundidade em solo adequado e rico em nutrientes.

O tabuleiro de sementeira é colocado num local quente e brilhante.

Após a germinação, as plântulas jovens podem endurecer e quando atingem alguns centímetros de altura, podem ser plantadas permanentemente. juntamente com uma estaca no seu local final, à espera que cresçam e comecem a subir.

Pode ser útil colocar um pau por perto para que se agarrem nas fases iniciais.

Ao executar o método por semente, a nova planta pode não reter as mesmas características que a planta-mãe.

Rega

No Verão e durante períodos de seca prolongada, a planta deve ser regada regularmente, mas evitando o encharcamento e permitindo que o solo seque entre regas; 1-2 vezes por semana é geralmente suficiente.

Poda

A planta deve ser podada duas vezes por ano: a primeira poda é feita no início da Primavera, cortando ramos secos e danificados na base; a segunda poda é feita após a floração, cortando os ramos que deram flores, a 30 cm da base.

A ferramenta deve ser afiada e desinfectada várias vezes com uma chama ou lixívia.

Benefícios do Chá de Flor-de-São-João (Pyrostegia venusta)

Os principais constituintes do chá de cipó de são João são flavonoides, taninos, fenóis solúveis, alantoína, esteroides b-sitosterol e flava-nona hesperidina.

A Flor-de-São-João – Pyrostegia venusta contêm características tónicas e anti-diarreicas.

É usado para desarranjos estomacais, fraquezas em geral e manchas na pele, normalmente ocasionadas por vitiligo e leucoderma.

Mais info: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pyrostegia_venusta

Cipó de São João: cultivo em vasos

É uma planta perfeita para dar cor a varandas e terraços e é, portanto, também fácil de cultivar em vasos. Formará cascatas suspensas se for colocada perto de grades ou grelhas contra paredes.

Deve ser cultivada num vaso largo e profundo contendo terra porosa, bem drenada e leve.

A panela deve ser colocada numa área protegida de correntes de ar e frio, com uma temperatura mínima de 10-13 °C.

A temperaturas ligeiramente mais baixas, deve ser abrigado num local luminoso.

Deve ser feito na Primavera, antes do reinício do crescimento vegetativo, quando as raízes do Pyrostegia tiverem ocupado todo o espaço disponível e estiverem também a sair dos buracos de drenagem do vaso.

Um recipiente maior e uma nova terra de vaso permitirá que as raízes cresçam suavemente.

Votos: 134 | Pontuação: 4.8

6 comentários

Rui 27 Setembro, 2018 - 11:02

Bom dia, sabe dizer-me onde comprar?
Obrigado

Responder
Paulo Nuoi 15 Maio, 2019 - 0:57

Onde posso encontrar as flores?

Responder
Gina 13 Maio, 2020 - 17:12

Não conhecia esta flor, estou apaixonada 🙂

Responder
josé cruz 28 Agosto, 2021 - 16:49

gostava de adquirir.

Responder
Ney Teixeira 14 Fevereiro, 2022 - 2:59

Bom dia .
Sou brasileiro mudando para Portugal.

E vi sua web informações sobre flor do cipó de são joão.
Pois estarei de volta ai em Portugal no mes de abril à agosto.

Estou a procura de mudas de flor de são joão.

Responder
Rodrigo De Filippo 27 Setembro, 2023 - 13:27

Essa planta está matando o que resta de fragmentos florestais em Minas e São Paulo. É uma espécies invasora, cresce até o topo das árvores e cobre suas folhas, matando-as. Melhor não estimular o cultivo dela.

Responder

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário, concorda com o armazenamento e o tratamento dos seus dados por este blog.