Orquídea-escova-de-mamadeira – Arpophyllum giganteum

Nome Científico: Arpophyllum giganteum
Nomes Populares: Orquídea-escova-de-mamadeira, Orquídea-escova-de-garrafa, Orquídea-jacinto
Família: Orchidaceae
Categoria: Flores, Orquídeas
Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: América Central, América do Norte, América do Sul, Belize, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Venezuela
Altura: até 1 metro
Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
Ciclo de Vida: Perene

Sobre a Orquídea-escova-de-mamadeira

Se uma única flor de orquídea já é o centro das atenções em qualquer ambiente, uma haste floral com centenas delas é um espectáculo da natureza.

Originária de florestas de altitude do México há Colômbia, a escova-de-mamadeira (Arpophyllum giganteum) é uma orquídea epífita, ou seja, vive presa aos troncos de árvores sem retirar nenhum nutriente, apenas usando-as como suporte. Mas também pode ser encontrada sobre rochas.

As Arpophyllum são plantas epífitas ou terrestres, cujo nome deriva do grego e significa “folha em forma de foice”. Altas como as folhas aparecem as miúdas flores liláses muito juntas (como um cacho), de maneira a formar uma imagem que lhe apelidou o nome de “escova de garrafa”!

Essa espécie “giganteum” é a maior das Arpophylluns.

A floração ocorre no fim do inverno e início da primavera, e dura cerca de 20 dias. As inflorescências são do tipo rácemo, erectas, cilíndricas até 40 cm, com florzinhas abrindo-se numa espiral da base para o topo, gradualmente.

Deve ser cultivada sob luz filtrada, ou meia sombra, com sombreamento ideal de 50 a 70%, em substrato próprio para orquídeas epífitas, perfeitamente drenável, mas mantido húmido.

Irrigue abundantemente durante o ano inteiro, reduzindo as regas após o completo desenvolvimento das folhas e durante a floração.

Fertilize a cada 15 dias, com adubos próprios para orquídeas, preferencialmente líquidos, de aplicação por pulverização.

Prefere clima ameno, com médias anuais entre 10 e 29ºC, ou seja fresco e bem ventilado, mas teme geadas.

Arpophyllum giganteum - Orquídea-escova-de-mamadeira

Multiplica-se facilmente por divisão das touceiras, ficando cada nova muda, com estrutura completa (raízes, rizoma, pseudobulbos e guia) e pelo menos três pseudo bulbos maduros e saudáveis.

Utilize vasos de plástico, cerâmica ou madeira e replante quando o substrato começar a deteriorar, assim que a planta iniciar o novo crescimento do ciclo.

Orquídea-escova-de-mamadeira – Arpophyllum giganteum
4.8 (95%) 28 votos

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *