Orquidea Vanda – Familia Orchidaceae

Nome Científico: Vanda sp
Nomes Populares: Vanda
Família: Orchidaceae
Categoria: Orquídeas
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: Ásia
Altura: 0.4 a 1.2 metros
Luminosidade: Meia Sombra
Ciclo de Vida: Perene

Sobre a Orquidea Vanda

A Orquidea Vanda encanta e é conhecida pela sua beleza peculiar. Muito vistosa e delicada, ela conta com cores intensas e flores esplêndidas de tanta beleza. Famosa por unir graciosidade e elegância, as suas raízes podem ficar livres no ar.

A orquidea vanda não necessita de substrato para se desenvolver. Portanto, pode ser cultivada suspensa com as suas raízes livres e soltas no ar. A liberdade de cultivo e a facilidade de manuseio garantem um efeito encantador na decoração ou no jardim.

Alguns paisagistas escolhem esta espécie e usam em vasos fechados, enrolando as suas raízes para exibi-las (não recomendado para cultivo). Neste caso, as raízes devem ser humidificadas antes, o vaso servirá apenas como um suporte de decoração. Desta forma, as raízes não devem ficar enterradas em substrato, a não ser plantas muito jovens (que podem ser cultivadas em vasos com brita, musgo, pedaços de madeira e afins).

Locais frescos e sombreado são ideais para as Vandas, que podem permanecer até 30 dias floridas. Porém depois da queda das flores, ele deverá ficar num local menos sombreado e com mais luminosidade.

As Vandas são monopodiais (crescem na vertical) e epífitas (entrelaçam as suas raízes em outras plantas para sua fixação), desta maneira, as raízes aéreas devem ficar soltas. A melhor solução é suspendê-las, usando um arame.

Orquidea Vanda - Familia Orchidaceae

Para se manter forte, saudável e com excelentes florações anuais, é muito importante proporcionar uma boa nutrição. Elas precisam de bastante água, mas não gostam de ficar molhadas, por isso o indicado é borrifar água 3 vezes ao dia.

O ideal é espirrar água no início da manhã para dar tempo de secar com a ajuda da intensidade dos raios solares, aproximadamente em duas horas elas estarão secas.

A água da chuva é a ideal para qualquer vegetal. Em dias quentes, com temperatura acima de 35°C, é importante molhar a planta mais vezes.

Em regiões mais frias, abaixo de 12ºC, não é preciso regar a planta constantemente: se o frio permanecer por semanas, constitua um ritmo e borrife a cada dois dias, sempre pela manhã.

Os adubo orgânicos são os que mais se aproximam do ideal de nutrição para uma Vanda, pois são alimentos completos para plantas e para quem tem pouco conhecimento sobre adubação, pois são simples de se usar e não requerem conhecimento aprofundado.

A espécie é muito popular e conhecida por também ter flores de cor azul/ azulada, característica rara entre espécies de orquídeas. Normalmente nas flores aparecem riscos finos, marcações ou pintas com uma única cor ou mescladas de mais de uma cor.

O labelo da flor apresenta um peculiar dente em sua borda superior. As florações de uma Vanda ocorrem mais de uma vez por ano e as flores são muito duráveis.

As características das folhas variam muito de acordo com o habitat, podendo ser largas e achatadas, de forma ovóide, cilíndricas, ou suculentas. Produzem poucas ou muitas flores, achatadas, que surgem de uma inflorescência lateral nas axilas das folhas.

Orquidea Vanda – Familia Orchidaceae
4.6 (91.3%) 23 votos

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *