Gardenia | Gardenia jasminoides

A Gardenia é uma planta ornamental originária da China, pertencente à família das rubiáceas e que apresenta grandes e belas flores brancas.

O perfume doce e intenso já inspirou até a música “Perfume de Gardenia” rendeu o nome popular de jasmim-do-cabo, mesmo não sendo uma espécie da família dos jasmins.

Existem cerca de 250 espécies conhecidas como gardenia, porém a mais cultivada e famosa é a Gardenia jasminoides que, recentemente, parece ter sido reclassificada como Gardenia augusta.

Descrição da Gardenia

Nome Científico: Gardenia jasminoides
Nomes Populares: Gardênia, Jasmim-do-cabo
Família: Rubiaceae
Categoria: Arbustos, Cercas Vivas, Flores Perenes
Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Ásia, China
Altura: 1.8 a 2.4 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno


As suas folhas são brilhantes, coriáceas, opostas, ovaladas e de coloração verde-escura. As flores são brancas, cerosas, grandes e muito perfumadas.

Gardenia

O Perfume da Gardenia jasminoides

Uma das principais características da Gardênia é o seu perfume bastante agradável e intenso. Exactamente por isso, a Gardênia é uma das plantas mais populares nos jardins “amadores”.

A gardenia está melhor adaptada a uma temperatura amena, e gosta de climas com bastante humidade, gostando então de climas subtropicais e tropicais.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, levemente ácido, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e com regas regulares.

A Gardenia com o tempo adquire uma coloração creme com tons amarelados

Gardenias preferem solos ácidos, com boa quantidade de material orgânico. A dica é adicionar composto orgânico com cascas de árvores decompostas e adubo granulado (NPK 10-10-10) no meio do outono.

O plantio dos arbustos de gardenia deve ser feito no início da primavera ou outono, mantendo distância de 1 a 2 metros entre eles.

Para estimular a floração, recomenda-se adubar as gardenias com húmus de minhoca.

Pode-se aplicar também uma adubação química de 3 em 3 meses.

A gardenia é uma planta de rica fragrância e sua utilização deve aproveitar esta sua qualidade.

Ela pode ser cultivada isolada em pátios ou próximo à portas e janelas, onde há transito de pessoas.

Sendo conduzida sem podas de adensamento, apenas de limpeza, ela cresce com maior ventilação e é menos susceptível à doenças. Contudo, pode ser plantada em grupos e, sendo cuidada com zelo, pode formar belas cercas-vivas com textura mais compacta.

O momento ideal para a poda das gardenias é após a floração. Presta-se para o plantio em vasos e é óptima para bonsai.

Uma flor que é uma das mais bonitas da primavera e verão. A multiplicação das Gardênias é feita através do método de estaquia dos ramos semi lenhosos, depois que acontece a floração da mesma.

CUIDADOS

Solo: O solo ideal deve ser rico em matéria orgânica, fértil e bem drenável.

Regas: Regar regularmente mantendo o solo sempre húmido, mas não encharcado. Recomenda-se não molhar as flores.

Luz: Precisa de muita luminosidade, de preferência sol pleno, mas não suporta bem o sol directo nos horários mais quentes (das 11 às 17 horas).

Temperatura: Prefere ambientes com temperatura amena e alta humidade do ar. As mudanças súbitas de temperatura, correntes de ar, variações de humidade e alteração do ângulo da fonte de iluminação podem causar a queda dos botões.

Multiplicação ou Propagação: Multiplica-se por estacas dos ramos após a floração.

As gardénias são flores elegantes, bonitas com um perfume doce e intenso, elas são um bálsamo para os sentidos.

Sabia que…

Especialmente apreciada na China, onde acredita-se que esta planta atrai as boas vibrações e transmite calma, criando uma atmosfera de relaxamento e bem-estar.

Na medicina tradicional chinesa, é usada para purgar o fogo e o calor, já que pode acalmar a irritabilidade, arrefece o sangue e desintoxica o organismo. Basicamente, é usado como um sedativo para aliviar a ansiedade devido ao seu poder relaxante e para as pessoas com problemas de insónias.

Além disso, é prescrita para a depressão, a febre e transtornos do fígado. Ao contrário dos fármacos que acalmam o sistema nervoso, a gardénia não é potencialmente viciante nem causa efeitos secundários graves, como a depressão, tonturas, hipotensão, debilidade muscular ou perda de coordenação.

Votos: 49 | Pontuação: 4.7

Partilhar este artigo
  • 13
    Shares
Copyright Blog Flores. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.blog-flores.pt/flores-de-exterior/gardenia/

Comentários

  1. Gabi Preto || at

    Levei esta flor no meu ramo de noiva!!! Adoro!!! 🙂

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *