Margarida a flor das donzelas – Margarida-Olga

As Margaridas são associadas a ideias de simplicidade e modéstia. Na época vitoriana era um nome popular, pelo qual eram designadas as moças doces e meigas.

Existem mais de 20.000 variedades desta flor espalhadas pelo mundo, com várias denominações: mal-me-quer, margarida-de-paris, margarida-olga, olguinha, céu-estrelado, entre outras.

Antigamente, a margarida era considerada a flor das donzelas, e ainda hoje simboliza a juventude, virgindade, o amor inocente e a sensibilidade. Esta delicada flor também representa a pureza, a paz, a bondade e afecto. É uma flor que combina muito bem com outras, e por isso é comum vê-la juntamente com outras em arranjos florais, transmitindo uma sensação de jovialidade.

De origem asiática e europeia, as Margaridas são flores campestres que crescem próximas ao solo, medindo até 60 centímetros de altura. Gostam de sol com clima ameno ou frio e floresce no outono e no verão.

Margarida


A flor é chamada de “mal-me-quer, bem-me-quer” numa referência ao hábito das jovens a desfolharem para saber se são amadas. As Margarida são as flores mais utilizadas na brincadeira do “bem me quer, mal me quer”, brincadeira essa que teria sido criada na Idade Média e que consiste em arrancar, uma por uma, as pétalas da flor, questionando se o seu amor ainda lhe quer. A última pétala é a que vai indicar se a resposta é sim ou não.

As Margaridas, com suas cores e seu perfume, abrilhantam os jardins com a sua volumosa folhagem cheia de flores. É originária das zonas moderadas do hemisfério do norte, onde predomina com sua beleza na ornamentação dos jardins. Florescem geralmente durante uma longa estação, que vai desde a primavera até ao início do inverno. Para favorecer a floração contínua das Margaridas, é sugerido que se retirem as flores secas regularmente.

Margarida
Tente examinar a falsa flor da margarida aproximando-se bem dela. Você verá que há ali reunidos dois tipos de flores: umas formam o miolo amarelo, enquanto as outras formam a borda esbranquiçada. Mas não pense que elas crescem assim, juntas, apenas para que possamos admirar sua união. Essas flores têm funções biológicas importantes quando unidas, como a de produzir néctar, atrair polinizadores, além de gerar e receber pólen.

Para isso, se dividem para desempenhar essas diversas “tarefas”. Muitas começam a desabrochar das extremidades em direcção ao centro, assim, enquanto as flores da periferia estão na fase feminina – durante a qual são capazes de receber pólen –, as flores mais centrais estão na fase masculina – na qual liberam seu próprio pólen.

Em tempos antigos, acreditava-se que remédios à base da margarida poderiam curar doenças nos olhos. Na Inglaterra, era usada como remédio, mas só era realmente eficiente se algumas palavras mágicas fossem ditas, ou se fosse adicionada água benta ao remédio.

Margarida
As margaridas devem ser regadas regularmente, mas sem exagerar. Para favorecer o florescimento contínuo das margaridas, deves arrancar as flores secas de vez em quando.

Quando os caules alcançarem uns 40 cm de altura, belisca a parte do meio para cima. Isso ajudará a flor a florescer melhor.

As flores das Margaridas representam a Estrela Cigana, no universo mágico do horóscopo cigano, esse signo se refere a uma estrela de seis pontas formada por dois triângulos que indicam, numa visão optimista, que aquilo que está em cima é o mesmo que aquilo que está em baixo.

Com o seu nome de mulher, há muito tempo que a Margarida é uma frequente fonte de inspiração a poetas, trovadores e românticos em geral.

Comentários

  1. coberturas para piscinas || at

    Adoro Margaridas. perfumarias

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.