Camelias (Camellia) – Família Theaceae

  Reino:Plantae
  Divisão:Magnoliophyta
  Classe:Magnoliopsida
  Ordem:Ericales
  Família:Theaceae
  Género:Camellia

Sobre as Camelias

Todas as espécies de Camellia são designadas, na China, pela palavra mandarim “chá” (茶), complementada por algum termo que, geralmente, caracteriza o seu habitat ou suas peculiaridades morfológicas.

Este género apresenta cerca de 80 espécies nativas das florestas da Índia, Sudeste Asiático, China e Japão. São arbustos ou árvores de porte médio, com folhas coriáceas, escuras, lustrosas, com bordas serrilhadas ou denteadas.

Apresentam flores vistosas, brancas, vermelhas, rosadas, matizadas, ou raramente amarelas, algumas tão grandes quanto a palma da mão de uma pessoa adulta, outras tão pequenas quanto uma moeda. Certas espécies exalam um suave perfume.

Os frutos são cápsulas globosas, que podem variar do tamanho de um amendoim ao de uma maçã, com cerca de 3 sementes esféricas.

Algumas espécies, como C. japonica, C. sasanqua, C. reticulata, e C. chrysantha, são cultivadas por suas belas e grandes flores, folhagem densa, escura e lustrosa, e porte baixo. Estas e outras espécies são intercruzadas para a obtenção de híbridos que reúnem suas melhores qualidades.

Camelias (Camellia) - Família Theaceae

Camelias – A este género ainda pertence a C. sinensis, espécie de cujas folhas se obtém o chá, e cujo comércio movimenta biliões de dólares todos os anos. Outras espécies de Camellia ainda são usadas localmente na Índia e na China como alternativas à C. sinensis para a preparação de chá.

Outras produzem um óleo em suas sementes, aproveitado como combustível. A Camélia é também sinal de jardins sumptuosos e ornamentados com formas geométricas.

Destaque para Celorico de Basto que tem vindo a aperfeiçoar os seus jardins tornando-os locais de visita obrigatória durante os meses de Fevereiro e Março.

A festa Internacional das Camelias, marca incontestável deste património, desenvolve diversas actividades onde a Camélia é rainha.

Cada variedade de camelias tem o seu ritmo

As camélias são muito variadas e cada tipo, tal como as roseiras, tem um ritmo de vegetação pessoal.

As camélias com folhas brilhantes e flores como pompons, geralmente dobradas, (camélias com flor de peónia), crescem lentamente (10-20 cm por ano). Não ultrapassam os 2 metros.

As camélias com folhas escuras e mates, com flores simples ou meio-dobradas (camélias chamadas “reticulatas”), que crescem rápido (até 40 cm por ano). Podem atingir 3 metros e mais.

– As camélias sasanqua, geralmente, com flores simples e pequenas, mas precoces e muito perfumadas, podem atingir 3 metros e crescem rápido.

– As camélias “paisagem “são camélias com pequenas flores e que não ultrapassam 1,5 metro de altura.

– A camélia-chá ou planta do chá, é uma camélia que é cultivada pela sua folhagem. Não gosta do frio e não ultrapassa 1 metro de altura.

A rega da Camellia

Antes de florirem pela primeira vez, as rosas devem ser regadas diariamente em quantidades normais, mas após a primeira floração aconselha-se a rega semanal, de Inverno, e duas vezes por semana, de Verão.

Tome atenção por causa das pragas e dos ataques que as rosas podem sofrer, pois são o género de plantas propensas a estes riscos.

O solo

As camélias exigem um solo muito rico do ponto de vista orgânico, mas não há dúvida alguma que também em vasos as camélias conseguem apaixonar qualquer um. Por isso, e no caso de as plantar em vasos, saiba que é imprescindível colocar no vaso uma parte com um composto orgânico rico por forma a satisfazer as necessidades inerentes à camélia.

Exposição solar

As camélias precisam apenas de algumas horas de sol directo, conseguindo adaptar-se bastante bem a temperaturas baixas.

Camelias (Camellia) - Família Theaceae

Espectacular também em vaso

De Setembro/Outubro a Abril/Maio, as camelias podem comportar-se como uma espectacular espécie de interior fresco. Dependências da casa sem aquecimento, alpendres protegidos, terraços envidraçados, galerias cobertas…

Em todos estes locais a camélia mostra-se feliz desde que siga estes conselhos essenciais:

  • Plante em vasos que transpirem, como os de terracota e por baixo coloque uma boa capa de material drenante, como pedras ou pedaços de tijolo.
  • Utilize substrato ácido, como terra de urze ou turfa fibrosa. Aligeire o solo com cortiça.
  • Instale a camélia junto de uma janela ou vidraça sem sol e borrife diariamente a folhagem para elevar a humidade em redor da planta.
  • Não mova a planta a partir do momento em que surjam os botões florais. Regue menos quando as flores começarem a abrir.
  • Submeta a planta a uma poda de desbaste depois das flores murcharem para eliminar os frutos.

Copyright Blog Flores. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.blog-flores.pt/flores-de-interior/camelias/

2 Comentários

  1. Rita Brás || at

    Esta árvore faz parte da minha infância, pois os meus avós sempre tiveram no jardim

  2. Vanda || at

    As camélias são lindas.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *