Gerbera – pertencente à família das Asteraceae

  Reino: Plantae
  Clado: angiospérmicas
  Clado: eudicotiledóneas
  Ordem: Asterales
  Família: Asteraceae
  Género: Gerbera L.

Sobre a Gerbera

Gerbera é um género de plantas herbáceas ornamentais pertencente à família das Asteraceae , a mesma do girassol e das margaridas, cultivada em grandes quantidades pela sua flor muito apreciada em arranjos ornamentais e como planta decorativa de exteriores nas regiões de clima temperado de ambos os hemisférios.

Esta flor foi baptizada com o nome de gerbera em homenagem ao naturalista alemão Traug Gerber, que a descobriu na província do Transval, na África do Sul.

Aliás, muita gente ainda a conhece como “margarida-do-Transval”

Gerbera

As gerberas são muito populares e muito utilizadas como plantas decorativas de exterior e para a produção de flores de corte. Os cultivos mais frequentes são os resultantes da hibridização entre a Gerbera jamesonii e a Gerbera viridifolia, outra espécie sul-africana.

Gerberas, muito apreciadas em arranjos florais, têm alto valor comercial, sendo a quinta flor de corte mais vendida no mundo, depois das rosas, cravos, crisântemos e tulipas.

Podem ter cerca de vinte tonalidades diferentes, entre elas o branco, amarelo, laranja, vermelho, rosa e roxo. A gerbera possui uma haste longa que lhe confere sustentação.

Actualmente é possível encontrar esta espécie de flor em qualquer florista, já que existe uma grande abundância de exemplares. As flores não atingem muito mais que 10 centímetros e as suas cores são muito apelativas.

As folhas são verde escuro, largas, recortadas nos bordos e com 40cm de comprimento

A haste floral é composta pelo pedúnculo e pela inflorescência terminal. A flor é composta, ou seja, uma inflorescência em capítulo solitário, que possui flores marginais liguladas (flores femininas) e flores do disco ou tubulares (hermafroditas e masculinas).

O pedúnculo pode ser de diferentes grossuras e o seu comprimento varia de acordo com a cultivar e as condições edafoclimáticas existentes.

Gerbera - pertencente à família das Asteraceae

Até aos anos 60, a gerbera era cultivada ao ar livre no norte da Europa, colhendo-se apenas no verão, o que tornava a rentabilidade do seu cultivo mínima mas nos anos 70 iniciou-se o desenvolvimento do seu cultivo comercial, em estufa, na Holanda e Bélgica, para depois se estender aos outros países da Europa.

As variedades hoje cultivadas têm origem nos vários processos de selecção e melhoramento efectuados e muitas resultam das hibridações entre as espécies Gerbera jamesonii e Gerbera viridifolia, ambas provenientes do sul de África.

Estas cultivares variam entre si em termos de forma da flor (simples ou dobradas; com pétalas largas ou finas; pétalas compridas ou curtas), na cor (vermelho, rosa, laranja, branca, etc.; centro preto ou verde) e no tamanho (standard ou mini).

SIGNIFICADO

Estas populares flores podem ter quase tantos significados como cores que apresentam. A gerbera simboliza a pureza e inocência das crianças, e também a beleza da vida e energia positiva da natureza.

Em muitas ocasiões elas também estão relacionadas com o sucesso, sendo oferecidas para congratular alguém pelo seu recente sucesso.

3.6 / 5. Votos: 70

Partilhar este artigo
Copyright Blog Flores. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.blog-flores.pt/flores-de-interior/gerbera/?share=facebook

Comentários

  1. Olga Jesus || at

    Todas as semanas a minha casa é enfeitada com gerberas

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *