Berbére-japonês – Berberis thunbergii

Nome Científico: Berberis thunbergii
Nomes Populares: Bérbere-japonês, Berbere-japonês, Uva-espim-do-japão
Família: Berberidaceae
Categoria: Arbustos, Bonsai, Cercas Vivas
Origem: Ásia, Japão
Altura: 0.4 a 1.80 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Sobre a Berbére-japonês

O Berbére-japonês é um arbusto lenhoso e de pequeno porte que pode alcançar até 1,5 metros de altura. O seu tamanho mínimo é de apenas um metro. Os seus ramos são ramificados, desenvolvendo-se em zigue zague, sendo muito finos. O seu córtex é castanho e de madeira amarela. Nesses locais é que começam a nascer os espinhos pontiagudos que tornaram a espécie não mais utilizada na ornamentação em geral.

Há muitas variedades de berbére-japones. Um das mais famosas é a atropurpurea, de ocorrência natural e que apresenta folhas avermelhadas que se tornam alaranjadas no outono.

Outras importantes cultivares incluem: “Aurea”, “Bagatelle”, “Bonanza Gold”, “Crimson Pygmy”, ‘Kobold’, “Rose Glow” e “Variegata”, entre outras. As diferenças entres as cultivares geralmente estão relacionadas com a cor das folhas, que pode variar desde o amarelo limão até púrpura intenso, incluindo formas variegadas.

Há também plantas mais ou menos compactas e de portes diferentes.

Berbére-japonês – Berberis thunbergii

Modo de plantação do Berbére-japonês

O Berbére-japonês pode ser plantado de forma isolada, ainda que fique bem em maciços e renques. É uma ótima opção para a formação das famosas cercas vivas, muito úteis para jardins grandes e abertos. Tais cercas vivas podem ser formais e informais, já que a espécie é bastante tolerante as podas.

Por causa dos seus espinhos, as cervas vivas formadas podem ser muito eficientes contra determinados invasores. Por isso, a espécie é ultimamente usada como um fator de proteção aos jardins do que simplesmente uma planta para decorar.

Adornando pátios e varandas, a espécie também pode ser cultivada, sem maiores problemas, em vasos ou jardineiras. Também é muito apropriado usar a espécie para formar lindos Bonsais.

Deve ser cultivado sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o frio de climas temperados e subtropicais.

Deve ser manuseado com luvas grossas, devidos aos espinhos. Apresenta crescimento lento, e por conseguinte baixa manutenção. É tolerante à poluição e estiagem, porém não resiste a encharcamentos por períodos prolongados.

Multiplica-se por sementes, estaca e divisão da ramagem enraizada.

Flores

É na primavera que a espécie começa a dar flores. A floração do arbusto é considerada de beleza exótica, até mesmo por causa da tonalidade em que elas podem desenvolver-se. As flores são do tipo umbela, com pétalas pequenas que nascem na cor amarela na sua totalidade. Mesmo assim, as sépalas podem coloração amarelo avermelhadas. Por causa desta grande mistura de tons que as flores da espécie possuem, as abelhas acabam sendo atraídas, iniciando um longo processo de polinização.

Fotos: https://www.pinterest.pt/pin/145170787971112995/

Berbére-japonês – Berberis thunbergii
4.8 (96%) 10 voto[s]

Copyright Blog Flores. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.blog-flores.pt/berbere-japones-berberis-thunbergii/

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *