Begónia Maculata (Família Begoniaceae) – Como plantar e cuidar

begonia maculata foto 56

Nome Científico: Begónia maculata
Nomes Populares: Begónia-maculata
Família: Begoniaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Flores, Flores Perenes, Folhagens
Clima: Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 0.4 a 0.9 metros
Luminosidade: Luz Filtrada, Meia Sombra
Ciclo de Vida: Perene

 

A begónia maculata apresenta grande variabilidade genética natural e pode apresentar folhas apenas verdes a avermelhadas, assim como manchas avermelhadas mais ou menos fortes e extensas no verso das folhas, independente de cruzamentos ou secreção genética.

As folhas da begónia maculata são também salpicadas de pontos e pequenas manchas arredondadas, de cor prateada a perolada e que lhe conferem ainda mais encanto.

Floresce na Primavera e Verão, despontando cachos pendentes de flores brancas e rosa.

 

Como plantar Begónias

A primeira coisa a fazer para quem deseja começar a cultivar begónias é saber exactamente como plantá-las. Escolha fazer o plantio nos meses de Outono, período em que o clima está mais moderado.

A preparação do solo também é importante. A dica aqui é usar uma mistura rica em matéria orgânica, preparando uma parte de terra de jardim para duas partes de composto orgânico ou substrato.

Faça uma pequena cova para colocar a semente, mas sem enterrá-la.

Lembre-se de manter o solo húmido até a germinação.

Quando a muda atingir cerca de dez centímetros, efectue o transplante para o local definitivo. Depois de cerca de quatro meses a begónia começará a apresentar sinais da primeira floração.

Caso plante a begónia num vaso, confirme que o mesmo possui um bom sistema de drenagem.

Begónia Maculata (Família Begoniaceae)

Depois da primeira floração já pode fazer as primeiras mudas de begónia. Para isso, escolha um galho que está para florescer, corte um pequeno pedaço em diagonal (cerca de quatro a cinco centímetros)  e coloque num recipiente com água.

Quando perceber que o galho está a criar raiz diminua a quantidade de água.

No momento em que a raiz estiver com aproximadamente quatro centímetros já é possível plantá-la num pequeno vaso com terra e adubo.

Mantenha o vaso na sombra e regue a muda diariamente até que ela “pegue”, depois já pode mudá-la de vaso.

Begónia Maculata (Família Begoniaceae) - Como plantar e cuidar

Temperatura

O ideal é manter a begónia maculata num local todo o ano onde a temperatura varie entre 20ºC e 15ºC ventilado, mas sem correntes de ar.

Esta planta não suporta temperaturas abaixo dos 10ºC nem grandes variações de temperaturas.

No verão deve borrifar levemente as folhas com água, fornecendo-lhe assim humidade.

 

Retire as folhas secas e doentes da begónia para impedir que elas caiam e contaminem o solo.

Se verificar que existem folhas castanhas na begônia, pode ser um sinal de que a planta está a sofrer com pouca água, providencie, portanto, uma melhor humidade do solo.

Fertilizar com adubo líquido adequado – é necessário fertilizar as begónias regularmente com um fertilizante equilibrado para fazê-las florir quando plantadas em vaso.

No decorrer da estação de crescimento (Primavera e Verão), deve fertilizar a planta uma vez por mês com adubo líquido 20-20-20.

Dicas

Não ponha a begónia num vaso demasiado grande – a floração é mais intensa quando a planta sente as raízes um pouco apertadas no vaso.

Se o vaso for demasiado grande, existe maior possibilidade de a água se acumular demasiado e assim levar ao apodrecimento das raízes.

Corte as flores velhas para promover nova floração – se existirem flores velhas, corte-as com uma tesoura ou com as mãos, até ao botão, ou folha imediatamente abaixo da flor velha.

Isto fará com que a planta direccione energia para a formação de novas flores em vez de se concentrar na produção de semente.

Ao passo que  outras begónias podem exigir um toque mais cuidadoso, as begónias maculata parecem perfeitamente compatíveis para a cultura interna, desde que lhes forneça o calor e a humidade de que necessitam.

Votos: 4 | Pontuação: 5

Partilhar este artigo

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *