Cerejeira Ornamental – Cerejeira do Japão – Prunus serrulata

Nome Científico: Prunus serrulata
Nomes Populares: Cerejeira-ornamental, Cerejeira, Cerejeira-branca, Cerejeira-do-japão, Cerejeira-japonesa, Cerejeira-ornamental-do-japão, Sakura
Família: Rosaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Bonsai
Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado
Origem: Ásia, Japão
Altura: 3 a 6 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

 

 

A cerejeira ornamental é uma árvore de beleza incomparável, que se modifica a cada estação.

O melhor efeito obtém-se com a planta isolada, em destaque, mas também pode ser utilizada em renques, ao longo de alamedas ou em grupos, formando pequenos bosques. De baixa manutenção, praticamente não requer podas, necessitando apenas a remoção de ramos doentes, mal-formados e secos.

É a árvore símbolo do Japão, onde anualmente atrai milhares de pessoas às praças e parques durante sua floração.

Os frutos são comestíveis quando maduros e de suas flores se faz chá.

A cerejeira ornamental pode ser uma árvore frutífera ou simplesmente ornamental, deve ser cultivada, em ambos os casos, nas regiões frias do país, como no Sul e nas regiões com latitudes altas no Sudeste do Brasil.

A cerejeira usada na ornamentação de um jardim possui uma beleza incomparável, que vai se modificando ao longo das quatro estações do ano.

É o tipo de árvore que é mais valorizada quando está isolada das demais, porém, isso não impede de usá-la em renques ou ao longo de alamedas, assim como plantar várias formando grupos, que dá a sensação de um pequeno bosque.

As Cerejeiras anunciam a primavera

As flores desabrocham no fim do inverno e primavera, unidas em grupos de duas a cinco em inflorescências do tipo rácemo.

Elas não têm perfume e podem ser simples ou dobradas, de cor branca ou em diversas tonalidades de rosa, de acordo com a cultivar.

As cerejas surgem no verão atraindo muitos passarinhos. Elas são frutos do tipo drupa, com forma globosa a ovóide, casca brilhante, de cor vermelha escura a preta, polpa carnosa e adocicada, envolvendo uma única semente. As cultivares desta espécie raramente frutificam.

Cerejeira Ornamental

As flores de cerejeira no Japão

No Japão, de finais de Março e durante os primeiros dias de Abril, as flores de cerejeira anunciam a primavera e os parques do país enchem-se de festivais.

A origem dos famosos festivais da cerejeira em flor remonta ao ano 710, durante o período Nara.

Os japoneses imitaram o gosto pela contemplação das flores da cultura chinesa. No início, a flor da ameixoeira era a preferida, mas a partir do período Heian, os japoneses começaram a ter predilecção pela flor da cerejeira.

Visitar os diferentes lugares onde se produz esta explosão de cor é para os japoneses um ritual ansiado e repetido todas as primaveras. A ocasião é o momento escolhido para eles se reunirem e comerem com os amigos e familiares nos parques de Tóquio.

São muitos os lugares onde é possível contemplar este presente da natureza: o rio Meguro, o parque Asukayama, o parque Ueno, Chidorigafuchi…

O antigo jardim da família imperial, actual Parque Shinjuku Gyoen, é uma imensa superfície repleta de árvores com milhares de cerejeiras de todas as espécies. Já no Rikugien, apenas uma árvore se converte na protagonista do festival da primavera.

Uma grande cerejeira chorão, com uns quinze metros de altura e vinte de largura, cheia de flores domina o parque. A sua iluminação noturna marca o começo da primavera.

Piquenique debaixo das cerejeiras

No início da primavera é frequente ver grupos de familiares ou de amigos a fazer piqueniques entre as cerejeiras. Também é comum os colegas de trabalho sentarem-se debaixo de uma cerejeira no centro da cidade.

Este costume começou no século VIII. O florir da cerejeira coincidia com a época da plantação do arroz e nessa altura faziam oferendas debaixo das cerejeiras.

Posteriormente a festa começou a acompanhar-se com pratos como o sakura mochi, massa de feijão vermelho envoltas em arroz triturado e coberto com uma folha de cerejeira.

As cerejeiras em flor vistas da água

Apreciar as cerejeiras da água, ao por do sol, é uma atividade quase obrigatória para o turista. Os ferrys Yakatabune navegam pelo rio Sumida proporcionando vistas da torre de Tóquio, do Skytree e das cerejeiras do Bokutel.

Os barcos Yakatabune fazem o percurso pelo rio Yokogawa, entre a ilha Etchujima e Monzennagacho. Aqui, as cerejeiras preenchem as margens, quase invadindo o rio. Para o pôr do sol, é conveniente não perder o Cruzeiro Noturno Cerejeiras, que começa e termina na ponte Azumbashi.

Cerejeira Ornamental - Cerejeira do Japão

Como plantar a cerejeira-ornamental

Para plantar uma cerejeira é necessário abrir um buraco no solo com o dobro do torrão. Em seguida, com uma pá própria para jardim, soltar a terra que está nas laterais e no fundo, isso é feito para que as raízes tenham o espaço suficiente para crescerem.

Depois é só cortar o vaso de cultivo com o podão de jardim, evitando danificar as raízes. Em seguida, usando um balde ou mesmo sobre uma lona no chão, misturar composto orgânico, de preferência, adubo animal de curral bem curtido (cerca de 1 quilo para cada uma das mudas).

Coloque também farinha de ossos ou fosfato natural de rocha nessa mistura, cerca de 100 gramas de um ou de outro. Depois é só regar bem.

Prevenir e curar danos da Cerejeira Ornamental

 

Troncos pegajosos? Melhore a drenagem

As exudações gomosas no tronco alertam para uma terrível doença, a glomose. Trata-se de uma associação de fungos e bactérias que surge por excesso de humidade radicular ou por uma poda severa e que provoca a debilidade do exemplar até à morte.

Solução: Como meio de prevenção, dote o terreno de boa drenagem para evitar o encharcamento e depois de podar aplique pasta cicatrizante nas feridas grandes. Areje o terreno e não abuse de adubos orgânicos.

 

Ramos com carapaças? Combata as cochonilhas

Estes insectos, que podem aparecer em sítios quentes e secos, instalam-se em partes pouco visíveis da planta e vão chupando a seiva. Além dos danos directos (amarelecimento da folhagem, queda prematura, paralisação do desenvolvimento), também são os responsáveis pelo aparecimento do fungo negrilha, que pode debilitar a árvore até à morte.

Solução: Fumigue a árvore com uma solução de água sabão e álcool, repetindo o tratamento pelo menos uma vez mais, para afastar as cochonilhas. Também são eficazes insecticidas específicos. Se surgiu o fungo negrilha, misture o insecticida com fungicida.

 

Ataque ao pulgão? Aumente a humidade

No início da primavera e durante todo o verão os pulgões aparecem no jardim. Quando se fixam nas cerejeiras, estes insectos provocam o encarquilhamento das folhas e a consequente queda. A folhagem fica pegajosa pelo melaço que segregam.

Solução: Borrifando a árvore com sabonária ou caldo nicotinado, pode afugentar os pulgões. Se o ataque for forte, deve recorrer a insecticidas. Para evitar que ataquem, plante junto tremoço-de-jardim ou dedaleiras, cujo odor os repele.

Cerejeira do Japão

Flores secas? Atenção aos fungos

Na primavera, se o tempo está chuvoso e se registam geadas nocturnas, as flores podem ficar murchas e alguns ramos secar. A culpa é de um fungo que penetra no exemplar depois de encharcado o solo e que alcança a ramagem provocando o aparecimento de cancros.

Solução: Manter drenagem eficaz no terreno é fundamental; em caso de chuvas prolongadas, convém borrifar com fungicida de forma preventiva. Corte as zonas afectadas assim que observar os primeiros sintomas.

 

Folhas com roturas? Borrife fungicida

Se as folhas da sua árvore apresentam aspecto como se tivessem recebido uma chumbada e estão furadas, isso é o sintoma mais evidente de uma doença chamada crivado. Pode aparecer na Primavera, quando as temperaturas começam a subir.

Solução: A prevenção passa por plantar por baixo das cerejeiras alhos ou chagas. Se a planta foi atacada, destrua as folhas de imediato e trate o exemplar com fungicida.

 

Adubação

Os nutrientes devem ser repostos no final do outono, a mistura deverá ser aquela mesma que foi recomenda para o plantio inicial. Faça a reposição ao redor da copa da árvore, criando um sulco de 15 cm. Depois de feita a fertilização, regue a planta.

 

Sabia que…

Os japoneses consideram-na uma árvore sagrada que simboliza vida e beleza, sakura (árvore em que Deus se senta).

Em 1912, Tóquio presenteou os Estados Unidos com muitas árvores sakura, onde muitas delas foram plantadas ao redor do memorial Jefferson, em Washington DC, onde um festival anual de floração de cerejeiras é realizado todos os anos desde 1935.

Votos: 1 | Pontuação: 5

Partilhar este artigo
  • 8
    Shares
Copyright Blog Flores. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
https://www.blog-flores.pt/flores-de-arbustos/cerejeira-ornamental-cerejeira-do-japao-prunus-serrulata/

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *